Qualidade de vida e sucesso profissional, será que dá?

Existe uma linha muito fina entre ter sucesso e curtir a vida. Você acredita que é possível?

Vamos imaginar que a nossa nossa mente é como uma gaveta cheia de pensamentos, vontades, idéias, planos, sonhos, desejos e por aí vai! Imaginemos também que nessa gaveta tudo está misturado, ou seja, a falta de organização leva a uma condição de estresse, pois cada vez que você precisa acessar um desses pensamentos ou sentimentos, tem que ficar procurando no meio da bagunça o que você quer encontrar, e isso te cansa, te coloca num estado de impaciência consigo mesmo.

Em relação à nossa vida profissional também funciona dessa forma. Você tem muitas idéias e planos, que te consomem grande parte do seu tempo produtivo, muitas vezes até o sono, e quando percebe, adeus qualidade de tempo com família, adeus atividades que te dão prazer, adeus vida!

Ora, se cada um de nós tivéssemos a consciência que saber organizar nossa vida dentro de um plano de prioridades, baseadas em escala de tempo e importância, traria um resultado de muito mais felicidade. Pode não ser uma tarefa tão simples de cara, talvez a ajuda de um profissional para fazer esse processo pode ser trazer mais rapidez no resultado!

"Investir em si mesmo é evitar desperdício de tempo, pois num futuro nem muito distante, a chance de olhar para trás e perceber que perdeu momentos únicos na vida, não há preço os que traga de volta."

Na maioria das vezes, buscamos crescimento na carreira através de promoções de cargo, empreendedorismo, mas esquecemos que felicidade não está diretamente relacionada a dinheiro. Claro que as necessidades básicas precisam estar em dia para podermos tomar esta conclusão, mas conversando com vários executivos e pessoas que mudaram seu padrão de vida para melhor, é nítida a insatisfação de "apenas ganhar dinheiro" se não têm tempo para usufruí-lo com quem é importante para eles.

Aliás, nosso ativo mais caro é o tempo, pois é escasso, não voltará nunca mais. Logo, este é o recurso que mais está em falta, mesmo para quem está indo bem financeiramente, a falta de qualidade de tempo, promove um alto nível de infelicidade (até maior para aquelas pessoas que tem poucos recursos financeiros) na maioria dos casos.

É comum encontramos pessoas de um nível econômico menos elevado sorrindo, se divertindo, pois em muitas vezes, encontram dentro das condições que possuem qualidade de tempo para com aqueles que são importantes em suas vidas.

Resumindo tudo, a gestão do tempo aliada ao planejamento de atividades com metas definidas, pode sim, com toda certeza promover maior satisfação de vida, pois direciona a sua vida para o futuro com um mapa planejado de sucesso. Investir em si mesmo é evitar desperdício de tempo, pois num futuro nem muito distante, a chance de olhar para trás e perceber que perdeu momentos únicos na vida, não há preço que os traga de volta.

Aproveite a felicidade que lhe resta na vida!